Dúvidas sobre odontologia com a Dra. Mariana Perfetti - PrevResponde


Você já teve tártaro? Já sofreu com placa? Já descobriu uma cárie, precisando fazer uma restauração ou até mesmo canal? Ou teve dúvidas sobre qual a melhor maneira de realizar sua higiene?


Neste artigo trouxemos a Dra. Mariana Perfetti (CRO - 18052) para tirar algumas das principais dúvidas sobre odontologia, desde doenças até a melhor higiene possível.



Qual a melhor maneiras de usar fio dental?


É muito importante o uso do fio dental pois este, quando utilizado corretamente, impede a formação e acúmulo de placas bacterianas, que podem ser as principais causadoras de cáries e gengivite.


Dra. Mariana detalha: - "O ideal é que o fio dental seja usado, pelo menos, uma vez ao dia, logo após a escovação e, preferencialmente, durante a noite, antes de dormir. O fio deve abraçar o dente, entrando levemente no sulco da gengiva sem machucá-la e deve ser passado em todas as superfícies dos dentes, principalmente onde a escova não alcança."


O que é o tártaro?


O tártaro, também chamado de cálculo dental, acontece quando a placa bacteriana permanece por maior tempo no dente e endurece. Segundo a Dra. Maria, quando isto ocorre, sua remoção já não será possível somente com escovação e fio dental, mas sim com uma visita ao dentista para que seja realizada uma limpeza completa.


O que causa a placa bacteriana?


Dra. Mariana explica: - "A placa é um biofilme que se forma naturalmente na superfície do dente que contém as bactérias. Quando misturados ao açúcar (ou carboidratos em geral), essas bactérias são alimentadas e, por conta disso, liberam ácidos que podem, no decorrer do tempo, causar cárie e gengivite."


A cárie é um dos problemas mais comuns presente na boca?


Quando perguntado à doutora, ela afirma que a cárie está no topo dos maiores problemas bucais no Brasil e no mundo. Ela explica - "A cárie resulta do acúmulo de placa na superfície dos dentes. Quando as bactérias presentes nela se alimentam do açúcar, proveniente da alimentação que não são removidos rotineiramente, são liberados ácidos que podem ocasionar erosões no esmalte do dente e posteriormente aumentando a cavidade, mais conhecida como cárie dental." - finaliza a Dra.Mariana.


Qual a diferença de restauração e canal?


Essa é uma dúvida muito recorrente entre os pacientes. Dra Mariana explica:


- "Restauração é o ato de preparar e preencher a cavidade ocasionada pela cárie quando esta não afetou o nervo do dente (ou polpa dentária). Canal é quando a cárie afetou o nervo que está presente da coroa até a raiz do dente. Este nervo é retirado e o lugar que ele estava é limpo e preenchido com um material específico."


Os casos mais comuns que se indicam uma extração dentária.


Para a Dra. Mariana, a extração é indicada quando o dente está impossibilitado de ser restaurado devido cárie profunda ou fratura. Quando apresenta lesões grandes afetando o dente, osso e/ou gengiva e quando apresenta periodontite grave deixando o dente com bastante mobilidade.


A Dra. completa: - "Também pode ser recomendado em casos onde os dentes surgem em lugares não apropriados, ou quando não possui espaço para ele, como é o caso dos famosos sisos."


Qual a diferença entre gengivite e periodontite?


Mais uma questão que divide os pacientes. A doutora explica suas diferenças:


- "A gengivite se caracteriza pelo inchaço e vermelhidão da gengiva que sangra facilmente ao toque. Já a periodontite é um estágio mais avançado de gengivite acometendo também o osso que dá suporte ao dente, o que ocasiona, em seu estado mais avançado, a regressão da gengiva, expondo a raiz do dente e, consequentemente, causando mobilidade excessiva e, gerando o risco até do dente “cair sozinho”."



A Dra. Mariana Perfetti (CRO - 18052) atende de segunda a sexta na Clínica Bem Estar, localizada na Rua Itajaí, 265 - Centro - Joinville - SC. Gostou do conteúdo? Tem alguma dúvida? Clique aqui e converse com nossa equipe.