Conheça mais sobre as pintas na pele


Você com certeza tem alguma pinta pelo corpo, ou até mesmo várias! Aquele pequeno sinal ou manchinha na pele, geralmente em tons de marrom. Mas você sabe o que elas são?


Elas são muito comuns e estão presentes em qualquer pessoa. Neste artigo explicaremos mais sobre sua origem e como elas surgem no nosso corpo.



As pintas


As pintas (também conhecidas como sinais de pele) são chamadas de nevos, pela comunidade cientifica. Elas são pequenos tumores benignos, gerados por células que são responsáveis por criar a melanina da pele.


Quando esse aglomerado de células é maior que o normal, criam-se as pintas, caracterizadas por sua elevação sobre a pele e coloração escura. Porém, nas regiões profundas da pele, a real cor dessas células, na verdade, são azuis.


Elas costumam aparecer, de forma natura, na infância, durante a fase de crescimento da pessoa. Porém pode vir a aparecer depois disso, na vida adulta, em decorrência de fatores externos, como muita exposição ao sol.


Diferenças


Essa é uma condição que pode gerar um pouco de confusão, pois existem algumas diferenças entre pintas, manchas, sardas e verrugas.


A verruga é originada do vírus HPV, que se caracteriza pelo ritmo acelerado do número de verrugas, que costumam ser menores e sem coloração.


Já as manchas existem diversos tipos, podendo aparecer devido à idade avançada, problemas hormonais, exposição constante ao sol, etc.


As sardas se caracterizam como um depósito localizado e concentrado de melanina. Se origina por excesso de exposição ao sol e, geralmente, costumam sumir com o tempo.



Em grande parte dos casos, a aparição de pintas não significa risco. Porém é importante estar sempre atento e acompanhar caso haja alguma alteração nas mesmas, como aumento de tamanho, alteração de cor, etc.


Para acompanhar estes casos, consulte nossos dermatologistas para receber o diagnóstico mais preciso. Associado do PrevSaúde conta com preços especiais em exames e consultas nas melhores clínicas. Clique aqui e tenha acesso!

66 visualizações0 comentário