COVID-19: Sequelas duradouras e ocultas mesmo em casos leves


Com pouco mais de um ano desde o início da pandemia, vivemos um dos momentos mais intensos da doença, principalmente no nosso país. Neste tempo cientistas de diversas áreas vem estudando o vírus e seu comportamento no corpo humano mas, conforme o tempo passa, o vírus e seus efeitos mudam.


Segundo pesquisas publicadas em revistas científicas, foi apontado que em 30% dos casos alguns sintomas poderiam persistir por até 9 meses. A maioria dos pacientes estudados na pesquisa tiveram quadros leves da doença.



Dentre os sintomas relatados como prolongados, os mais comuns são fadiga, perda e olfato e perda e paladar e, em alguns dos casos, dificuldades na respiração e uma leve “confusão metal” também foram citados.


Tipos de sequelas de cada caso


De acordo com o líder do Grupo Leforde, existe relação entre o quadro que a pessoa teve e as sequelas que foram deixadas. Ele afirma que, proporcionalmente, uma pessoa que teve um quadro mais avançado da doença apresentará sequelas mais marcantes. Todavia, não quer dizer que uma pessoa com um quadro mais leve não apresentará sintomas posteriores.


Segundo o estudo feito pelo grupo, analisando pessoas em casos moderados da COVID-19, cerca de 78%, entre pacientes que foram hospitalizados ou não, apresentaram sinais de sequela no coração.


Ou seja, além de sequelas “comuns” como fadiga, perda de olfato/paladar, problemas na respiração, outras complicações mais delicadas podem surgir, tal qual alterações cardíacas, renais e até neurológicas.


Mas não é apenas estas áreas que são afetadas. Segundo especialistas em recuperação de casos de COVID-19, a parte mental está sendo cada vez mais afetada. Por se tratar de uma doença recente e ainda desconhecida, muitas pessoas desenvolvem quadros de ansiedade ou pânico, causados pelo estresse pós traumático da doença.


Tratamento


Apesar de tudo isso parecer um pouco assustador, hoje é possível realizar uma série de atividades, ou seja, um tratamento para recuperação destes sintomas que ficaram como sequela.


O tratamento é indicado de acordo com cada caso e com sua principal necessidade. Dentre eles estão a parte fisioterapeuta para recuperação das musculaturas e também para recuperação da respiração.


Também pode ser disponibilizado acompanhamento psicológico para casos onde o paciente tenha desencadeado quadros de ansiedade ou afins.


É importante que, caso a pessoa tenha se contaminado com a COVID-19 e apresente sequelas, que realize um checkup e exames para averiguar a integridade da sua saúde, principalmente em sistemas como cardíaco e renal.


Com o PrevSaúde o associado tem acesso aos melhores profissionais, em clínicas de ponta, tendo até 70% de desconto em exames e consultas. Clique aqui e converse com nossa equipe para saber mais.



358 visualizações0 comentário

PrevSaúde ®️  - 2021